“Não foi a igreja nem nenhuma oposição, mas Deus falou ao meu coração que aquilo que eu sempre procurei havia acabado de encontrar. E realmente a minha vida mudou”
 
Priscila Coelho, 28 anos, atualmente é apresentadora do programa ‘Amplificador’ da Rede Super de Televisão. Ela contou como deixou o homossexualismo e as drogas aos 24 anos, após um encontro com Deus. “Eu entrava no quarto e pensava comigo mesma que eu desejava o Deus que a minha mãe serve”.
 
Filha de pais cristãos, Priscila contou que desde criança foi uma pessoa agitada e que aos 5 anos sofreu abuso sexual, o que mudou a sua vida.
 
De acordo com a publicação Lagoinha, a apresentadora disse que o abuso fez com que o sexo estivesse sempre muito presente em sua vida.
 
Ela revela que apesar de sentir atração por mulheres só iniciou relacionamentos com pessoas do mesmo sexo após um tio se declarar gay.
 
“Acredito que ele despertou em mim algo que eu já gostava. Então, em um dia, ele me disse que era gay, e essa informação mexeu comigo. Descobri que eu também gostava de me relacionar com pessoa do mesmo sexo, mas não foi culpa dele. Eu já tinha certo interesse! Ele apenas despertou o que estava dentro de mim”.
 
Priscila ainda revela que em seus relacionamentos homossexuais tentava reproduzir de forma psicológica aquilo que havia sofrido durante o abuso sexual quando criança. “Procurava manter as meninas sob domínio e queria que elas ficassem apaixonadas por mim. Aproveitava do sentimento delas e ‘pisava’”.
 
A apresentadora conta que sentiu como “um abismo chama o outro”, referindo-se a época em que bebia e usava drogas. “Usava muita cocaína”, revelou.
 
Conversão
 
Priscila afirmou que tinha a consciência de que havia um Deus e que “ele não estava satisfeito com o que eu fazia”.
 
Após o término de um relacionar com uma garota com quem vivia no Rio de Janeiro. Priscila conta que resolveu voltar para Belo Horizonte (MG).
 
Ela já havia participado de alguns cultos da Igreja Batista da Lagoinha, e segundo a apresentadora, ao ouvir as pregações do pastor André Valadão chegou a sentir vontade de se converter ao Cristianismo.
“Mas toda vez que eu pensava em me converter, imaginava que devia largar o lesbianismo, e como não queria, ficava adiando”.
 
Porém, ao voltar para sua cidade foi a um retiro evangelístico, promovido pela igreja, onde pode ouvir Deus falar ao seu coração. “Retornei na segunda-feira e decidi largar tudo. Não foi a igreja nem nenhuma oposição, mas Deus falou ao meu coração que aquilo que eu sempre procurei havia acabado de encontrar. E realmente a minha vida mudou”.
 
Deixe o seu comentário no Verdade Gospel.
 
Fonte: The Christian Post
 
 
 
Divulgação: